Menu

Trail Nocturno do Palácio Nacional de Mafra

2015-10-19 14:22:24

Mais de 1000 pessoas participaram no Trail Nocturno do Palácio Nacional de Mafra. Um evento que incluiu as modalidades de trail running e caminhada e que foi marcado pela boa disposição. A promessa foi de aventura e não desiludiu.



Passava pouco das oito da noite, do dia 17 de Outubro de 2015, quando um mar de gente se começou a apinhar em frente aos claustros do Palácio para fazer o aquecimento antes da prova. Muita animação, não esquecendo a história emblemática deste local, com os frades franciscanos e a corte a receberem os participantes.

A saída foi realizada da frente do Palácio, com a partida a ser dada por “El-Rei D. João V”, e desenrolou-se pela Tapada de Mafra (sob jurisdição da Escola de Armas), Jardim do Cerco com regresso ao Palácio. 

Os primeiros minutos da prova foram os mais complicados com alguma lama na primeira subida a desafiar os dotes acrobáticos dos participantes. Diz o ditado popular que “a necessidade aguça o engenho” e, com um grande espírito de entreajuda, todos conseguiram superar a dificuldade e continuar o percurso de 10 km.

Do alto dos montes, a vista era singular. A utilização de lanterna foi obrigatória e, ao longe, os participantes assemelhavam-se a grupos de pirilampos, a correr e a caminhar, encosta acima e encosta abaixo.

Apesar do trajecto ao longo dos trilhos estar devidamente assinalado, a organização fez questão de colocar os elementos da Roteiros Aventura ao longo de todo o percurso a apoiar no que fosse necessário, nomeadamente com um posto de abastecimento a meio da prova.

No final todos os participantes foram recebidos com um chá Real, servido pelos frades Franciscanos, num momento de partilha de experiências. Nesta altura, teve lugar também a cerimónia de entrega de prémios aos 3 primeiros classificados da geral nos escalões masculino e feminino.


Evento Solidário

O evento teve ainda características solidárias. A Roteiros Aventura cumpriu a promessa e doou, ao projeto Enfrente, um bem alimentar por cada participante inscrito. Este donativo foi acrescido pelos bens doados pelos próprios participantes. 


Os desafios da organização

A realização deste evento, que passou por espaços do Palácio e Tapada normalmente interditos ao público, só foi possível graças à articulação da organização (Roteiros Aventura e Câmara Municipal de Mafra) com a Escola das Armas e com o Palácio Nacional de Mafra. Pedro Liberto, responsável da organização Roteiros Aventura, sublinha que “nem sempre é fácil a coordenação de datas, autorizações e todas as burocracias inerentes a este tipo de actividades, sendo necessários vários meses até se reunirem as condições para a sua realização”.


A ameaça de mau tempo

O alerta laranja divulgado pela Protecção Civil chegou a ameaçar a realização da prova mas, a meio da tarde, S. Pedro deu tréguas e os raios de Sol começaram a despontar timidamente. Durante a tarde, a equipa da Roteiros Aventura percorreu os trilhos que haviam de fazer as delícias dos participantes horas depois. Pedro Liberto garante que “as condições de segurança são sempre a maior preocupação da organização e se tivéssemos sentido que estariam em causa, teríamos cancelado o evento”. 

Dos veteranos nestas andanças até aos principiantes que nunca se tinham aventurado por trilhos, as opiniões foram unanimes: “fantástico”, “nunca pensei que fosse tão divertido”, “quando é que há mais?”.

A esta última questão, Pedro Liberto, responde que está já em preparação um conjunto de eventos para 2016 e este será certamente para repetir.

Já a 1 de Novembro decorre o Trail dos Palácios, que ligará por trilhos o Palácio Nacional de Mafra ao Palácio da Pena, em Sintra, num percurso único de 25 km.


Classificações Masculino

1º LUGAR Isidro Alves Filipe 00:46:57

2º LUGAR Joaquim Correia 00:47:15

3º LUGAR Humberto Pereira Spínola 00:48:51


Classificações Feminino

1º LUGAR Cátia Sofia Pinhal Rodrigues 00:56:02

2º LUGAR Helena Martins 00:56:16

3º LUGAR Elisabete Oliveira Da Fonseca 01:00:46

Ficha Técnica do Trail Nocturno do Palácio Nacional de Mafra

Percurso único de 10km

Tipo de piso: Trilhos, caminhos de terra batida, pequenos trechos  com estradas de alcatrão e passeios situados na zona envolvente do Palácio Nacional de Mafra

Distância: 10.400 metros

Grau de dificuldade física: 1+ (de 1 a 5, sendo o grau 1 o menos exigente)

Ascensão total: 352 metros

Ponto mais alto: 314 metros

Ponto mais baixo: 181 metros



VOLTAR